Sexta-feira, 07 de Maio de 2010

Na semana passada, fomos à Sé Nova.

 

 

Originalmente, a Sé Nova foi a igreja do Colégio dos Jesuítas (Colégio das Onze Mil Virgens), que se haviam instalado em Coimbra em 1541.

 

A igreja começou a ser construída em 1598, seguindo um projecto do arquitecto oficial dos Jesuítas em Portugal, Baltazar Álvares, influenciado pela igreja do Mosteiro de S. Vicente de Fora, em Lisboa.

 

 

 

A fachada é constituída por dois corpos sobrepostos, divididos em seis sectores por pilastras dóricas. Tem quatro nichos com estátuas de Santo Inácio, S. Luís Gonzaga, S. Francisco Xavier e S. Francisco de Borja. As esculturas do topo são de S. Pedro e S. Paulo.

 

 

 

O interior é de uma só nave abobadada com capelas laterais e transepto com cúpula e lanternim. (Já repararam que a Inês tem um braço a sair do pescoço? Será um monstro?)

 

 

 

 

 

O cadeiral da capela-mor, do séc. XVII, foi trazido da Sé Velha, assim como a magnífica pia baptismal de uma das capelas laterais, esculpida em estilo gótico-manuelino por Pêro e Filipe Henriques, no início do séc. XVI.

 

 

 

 

Não nos despedimos da Sé Nova sem antes observar a magnífica talha dourada do altar-mor e dos altares laterais.

 

 

Esta pesquisa foi realizada pela Francisca, as fotografias são da Kayleigh e o post foi introduzido pelo Duarte Mendes e pelo professor.



publicado por AS às 15:21
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO