Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

 

Aí vamos nós! Desta vez, a visita foi ao Museu Municipal / Colecção Telo de Morais, situado no edifício do Chiado, em plena baixa da cidade. O Raúl levou um chapéu-de-chuva que não conseguia abrir, mas levou-o ainda assim porque .... podia chover! Felizmente não choveu.

 

 

O Edifício Chiado foi inaugurado em 1910, apresta-se pois para comemorar 100 anos! Era uma filial dos Grandes Armazéns do Chiado, de Lisboa. Está classificado como imóvel de interesse público, sendo um raro exemplar da designada arquitectura do ferro.

 

O museu acolhe a vasta colecção doada pelo casal Telo de Morais. Integra uma preciosa colecção de pintura, para além de peças de mobiliário, arte sacra, cerâmica e prataria. Desta vez, vimos a colecção de pintura.

 

 

Fomos acolhidos pela D. Paula Moura Relvas no piso térreo, das exposições temporárias, que nos falou da história do edifício. Depois, a D. Paula guiou-nos pela exposição do pintor J. M. Bustorff.

 

Este pintor usa cores muito vivas que ele próprio prepara e mistura com ovo. Nesta exposição, o pintor aplicou as tintas sobre tecidos, produzindo efeitos muito engraçados, como o que se pode ver na fotografia (Moça do Campo; Bahia; 2005; tempera a ovo sobre pano industrial; 150 x 100 cm). A temática reflecte as viagens do artista pela África e pelo Brasil.

 

No primeiro piso, vimos a colecção de pintura portuguesa do séc. XIX e primeira metade do século XX. Vimos obras de alguns artistas famosos, como A Igreja de S. Cristóvão, de Carlos Botelho (1937; óleo sobre tela; 62 x 77,5 cm).

 

Este quadro (Mulher Espanhola; 39,5 x 39,5 cm) usa outra técnica e outro suporte: pastel sobre cartão. É de Constantino Fernandes e data de 1902.

 

Columbano Bordalo Pinheiro foi um dos mais importantes pintores portugueses dos finais do séc. XIX e inícios do seguinte. Está representado na colecção Telo de Morais com este óleo sobre tela intitulado Dama da Boina (1911; 45 x 36 cm).

 

Vimos ainda obras de outros famosos pintores portugueses, sobre quem iremos investigar: Mestre Fonseca, Tomás da Anunciação, Cristino da Silva, Aurélia de Sousa,  Visconde de  Meneses, Francisco Metrass, Sousa Pinto, José Malhoa,...

 

Antes do regresso à escola, houve ainda tempo para as já habituais castanhas.



publicado por AS às 22:02
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
21

22
23
24
25
26
28

29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO