Domingo, 22 de Outubro de 2017

WP_20171020_15_01_47_Pro.jpg

   Patricia Garrido é uma artista plástica nascida em Lisboa em 1963, já com uma longa obra. Formada em pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, tem uma já longa e reconhecida carreira, com inúmeras exposições, estando representada em importantes museus e coleções, como Museu Nacional de Arte Contemporânea de Lisboa (Museu do Chiado), a Fundação de Serralves no Porto, ou a Coleção da Fundação EDP, por exemplo. Apesar de estudiosa da pintura, esta artista tem-se notabilizado pela produção de instalações.

WP_20171020_15_03_06_Pro.jpg

   Por isso, esta mostra de Patrícia Garrido no Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC) - Sereia é um pouco fora da rota recentemente trilhada por esta artista, uma vez que é exclusivamente de pinturas a óleo. A exposição  intitula-se Pinturas e Esculturas Pequenas de 2017 e Ainda Alguns Desenhos de 2009 e distribui-se por dois núcleos, incluindo as peças que estão patentes na outra sala do CAPC, no edífico sede, ao fundo das Escadas Monumentais. Por limitações de tempo, fomos apenas ao núcleo do Jardim da Sereia, onde fomos recebidos pela Ricardina, que nos guiou nesta visita.

WP_20171020_15_03_22_Pro.jpg

   A nossa guia disse-nos que a artista tem uma predileção especial pela pintura renascentista, o que pode explicar a utilização do óleo sobre tela. Na primeira sala, observámos as únicas telas figurativas deste roteiro expositivo, um conjunto de cãezinhos muito estranhos e coloridos. Estranhos não apenas por serem coloridos mas também porque não possuem boca. Parece que foram pintados a partir de modelos de pequenos objetos decorativos adquiridos numa qualquer loja de recordações. 

WP_20171020_15_04_43_Pro.jpg

   As restantes obras são geométricas e muito coloridas, cativando a atenção dos nossos sócios. A Ricardina pediu que atentássemos nas sombras dos estranhos objetos poliédricos, pois a forma como eles projetam a sombra constitui uma espécie de linha condutora da lógica da exposição. Na verdade, nas primeiras telas, os objetos projetam sombras impossíveis, uma vez que o modo como são iluminados na pintura não consentem a projeção daqueles sombreados. Digamos que há um absurdo quase imperceptível que dá coerência e sequência ao percurso.

WP_20171020_15_06_52_Pro.jpg

   A pouco e pouco, à medida que avançamos, as sombras vão-se tornando possíveis e coerentes com a iluminação. Algumas telas suscitaram uma reação imediata, como aquela que o António achou ser uma estilização de uma mão:

WP_20171020_15_05_09_Pro.jpg

  No entanto, a polémica instalou-se quando chegámos junto de uma pintura muito sugestiva. Alguns interpretaram aquele estranho objeto como sendo um pudim, outros contrapunham que se tratava de uma gelatina de limão! A Ricardina desfez a polémica, dizendo que em arte não há interpretações erradas, cada um pode ter a sua leitura. Porém, sempre adiantou que a Patrícia Garrido, numa dada altura da sua carreira, se ocupou a fotografar todos os alimentos que ingeria, dando algum destaque à gelatina. Isto não significa que os adeptos desta "corrente" estejam certos, serve só para notar como é que os artistas, nas diferentes fases, acabam por retomar temas e reatualizar situações anteriores.

WP_20171020_15_08_13_Pro.jpg

   No meio de uma das salas, pudemos contemplar uma mesa com uma série de esculturas de bronze, numa relação óbvia com as formas pintadas. São muito curiosas, convidando-nos a estabelecer relações, como se as obras dialogassem umas com as outras, relacionando as formas esculpidas e pintadas, as faces coloridas das pinturas e o monocromatismo do bronze, ou o volume tridimensional das objetos metálicos com a bidimensionalidade dos poliedros pintados.

WP_20171020_15_09_07_Pro.jpg

   Depois de uma interessante conversa com a Ricardina, demos mais umas voltas pelas salas, fotografámos e observámos pormenores que nos escaparam na primeira passagem. Depois, despedimo-nos e fomos brincar às escondidas no Jardim da Sereia, pelo meio das obras do Rui Chafes, que um dia visitaremos com mais atenção.

WP_20171020_15_11_38_Pro.jpg



publicado por CP às 20:57
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO