Sábado, 23 de Maio de 2015

CIMG6835.JPG

 

Esta semana, recebemos na nossa escola dois amigos novos: o José Cura e o Nuno Cardoso, membros da Secção Filatélica da Asociação Académica de Coimbra que, muito amavelmente, aceitaram o nosso convite para dinamizar uma ação de sensibilização sobre a filatelia.  

Consultando o sítio eletrónico desta secção, laboriosamente construído pelo José Cura, ficámos a saber que comemoram este ano os seus 50 anos de existência, pelo que achámos que era uma excelente oportunidade para os convidar para assinalarmos a efeméride. Feitos os contactos, logos agendámos esta sessão que, na verdade, foi uma animada aula filatélica.

CIMG6806.JPG

 A Secção de Filatelia da AAC foi fundada em 1965 por um grupo de estudantes filatelistas, conforme se pode ler na sua página. Ao longo da sua história  organizaram vários e importantes eventos filatélicos, sendo na atualidade um dos mais importantes núcleos da região Centro do país publicando uma revista, a Cábula Filatélica, que tem uma larga divulgação. Presentemente, conta com mais de mil sócios, embora nem todos estejam ativos, sendo difícil recrutar novos membros junto dos atuais estudantes universitários. Quem sabe se o bichinho da filatelia e do colecionismo não foi hoje introduzido em alguns dos membros do nosso clube.

 

CIMG6803.JPG

 

Quem quiser envolver-se neste mundo é muito bem vindo, podendo frequentar as instalações da secção situam-se no 2º piso do edifício central da AAC na Rua Padre António Vieira. Serão muito bem-vindos e aí poderão trocar selos, participar em eventos e aprender muitas coisas mais.

A filatelia pode ser considerada uma forma de ocupar os tempos livres, ainda que haja muitas pessoas, em todo o mundo, que se dedicam a tempo inteiro a esta atividade. Estes profissionais dedicam-se à compra, venda e troca de selos, carimbos, cartas, portais ilustrados,... A internet é hoje o meio mais utilizado para os filatelistas contactarem entre si, mas continuam a publicar-se catálogos e revistas, a organizar-se eventos, congressos, leilões, etc. Apesar de o mercado filatélicos nacional se encontrar em crise, o que fez diminuir a procura e baixar os valores, a verdade é que há selos que podem atingir preços muito elevados.

CIMG6817.JPG

 

A primeira emissão de selos no nosso país data da década de 50 do século XIX e, desde então, foram já emitidos alguns milhares de selos. Algumas dessas emissões, principalmente e como é lógico as mais antigas, são muito raras e, quando aparecem, atingem valores na casa dos mihares de euros. 

É possível colecionar os selos de diversas formas. Por um lado, colecionar o selos de um país, mas também é muto frequente, colecionar por temas. O José Cura, como informático que é, dedica-se a colecionar selos de todo o mundo alusivos aos computadores, enquanto que o Nuno, sendo licenciado em Matemática, organiza uma coleção dedicada justamente à Matemática.

CIMG6855.JPG

 É muito frequente encontrar colecionadores só de selos com flores, animais, minerais, bandeiras, etc. Em todo o mundo existem os temas mais estranhos e mais específicos! Mas não julguem que os filatelistas só  colecionam selos. Eles colecionam carimbos (marcofilia), marcas postais, envelopes, cartas, postais, flâmulas (carimbos usados para inutilizar os selos e que exibem imagens ou frases), selos comemorativos, catálogos, edições especiais, etc.

CIMG6812.JPG

 

Para colecionar selos é preciso observar algumas regras e cuidados no seu manuseamento, conservação e arquivo. Os nossos convidados ensinaram-se a retirar um selo do envelope. É certo que, nos dias que correm, são já poucas as cartas que chegam as nossas casas pois, para comunicarem, as pessoas, usam outros meios, como o correio eletrónico ou as mensagens escritas. No entanto, há cuidados a seguir para destacar uma estampilha do envelope, recorrendo a uma pequena tina de água. Depois, é preciso secá-lo e arquivá-lo, preservando sempre a serrilha. Em todo este processo é preciso ter muita cautela, pelo que se recomenda o uso de uma pinça para segurar e transportar os selos.

CIMG6857.JPG

Os selos podem ser arquivados de várias maneiras, havendo quem prefira criar os seus próprios álbuns, enauanto outros preferem adquirir folhas de catálogos, como se fossem uma espécie de cadernetas de cromos, onde depois colocam o selo numa tira prórpria com uma capa de plástico transparente que preserva o selo. Podem ser organizados cronologicamente, tematicamente, ou por qualquer outro critério. Um bom filatelista, dedica-se depois a estudar o selo, aprendendo muitas coisas acerca das temáticas que coleciona. Desenvolvem-se igualmente outras capacidades, como a concentração, a capacidade de organização, o método e a curiosidade permanete por saber mais e alargar a coleção.

CIMG6833.JPG

 Os nossos amigos ofereceram-nos depois, a cada um de nós, um conjunto de selos. A maior parte eram das antigas colónias. São selos muito procurados, pois, por razões históricas, quando esses países se tornaram independentes cessaram as emissões, pelo que quem se ocupar deste tema tem um universo já encerrado. Além do mais, estes selos eram muito bonitos, pois ocupavam-se frequentemente da exuberante fauna e flora africanas.

CIMG6856.JPG

 Naturalmente, mal recebemos o nosso lote, começámos logo a trocar selos uns com os outros. Há sempre um que achamos mais bonito, ou um outro repetido, pelo que é lógico que se gerou logo ali um evento filatélico espontâneo. Depois, ainda fomos convidados a preencher um sobrescrito com o nosso nome e direção, com o compromisso de recebermos depois em casa uma carta com uma surpresa!

CIMG6865.JPG

 

Resta-nos despedir, deixando um enorme agradecimento ao José e ao Nuno, felicitando-os pelo trabalho muito meritório em manterem viva a secção filatélica da AAC e de promoverem esta atividade de forma tão apaixonada. Esperemos que, deste trabalho, saiam alguns futuros filatelistas, tão dedicados  e simpáticos quanto eles! Obrigado!



publicado por CP às 07:27
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14

21
22

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO