Sexta-feira, 09 de Junho de 2017

WP_20170609_15_28_23_Pro.jpg

Aproximamo-nos do final do ano letivo, muitos sócios farejam já as férias, outros amedrontam-se com as provas de aferição e recolhem mais cedo a casa, pelo que o nosso grupo ficou hoje muito reduzido. Ainda assim, não desmobilizámos e fomos até ao Parque Dr. Manuel Braga passar a tarde na Feira Cultural de Coimbra.

WP_20170609_15_02_21_Pro.jpg

   Em tempos, foi uma tradição do nosso clube, vínhamos cá todos os anos. Depois, já não sabemos bem porquê, perdemos esse hábito. A verdade é que, se bem que esta feira seja a herdeira da antiga feira do livro, poucos são já os pavilhões expositivos dedicados aos livros. Há de tudo, artesanato mais ou menos genuíno, discos, artistas plásticos um pouco obscuros à procura de um lugar ao sol, escolas e, acima de tudo, barraquinhas de comes e bebes!

WP_20170609_15_26_33_Pro.jpg

   Logo à entrada, tivemos uma agradável surpresa, a Mariana e os seus meninos da APPACDM propiciaram-nos um agradável espetáculo, uma espécie de «exercício da imaginação», conforme anunciou o Paulo, o mestre de cerimónias deste excelente grupo de animação de rua.

WP_20170609_15_14_13_Pro.jpg

   Um pouco mais à frente encontrámos a Adriana com outro grupo de meninos especiais que nos envolveram numa atividade de promoção do espetáculo que vão levar à cena.

WP_20170609_15_21_14_Pro.jpg

   Passeámos pelos pavilhões de livros, com representantes de livrarias, editores, alfarrabistas, a Imprensa da Universidade, a Imprensa Nacional-Casa da Moeda, e outros representantes institucionais. A Feira oferece sessões de autógrafos com escritores, bem como preços especiais. 

WP_20170609_15_23_18_Pro.jpg

   A gastronomia, no entanto, é o "prato" forte desta feira. Sendo um modo privilegiado de expressão cultural e afirmação da identidade de um povo, os diversos petiscos - doces e salgados - são muito procurados pelos visitantes. E, claro, os nossos sócios não fogem à regra. 

WP_20170609_15_29_28_Pro.jpg

   As barracas dedicadas ao artesanato são também muito concorridas. São muitas. Aí podemos encontrara artesãos que se dedicam ao fabrico de instrumentos musicais, mas também latoeiros, oleiros, cesteiros, tecelões, bordadeiras, etc. Vale a pena visitar a feira e observar estes artistas a trabalhar ao vivo.

WP_20170609_15_42_53_Pro.jpg



publicado por CP às 21:28
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO