Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

 

 

No primeiro piso da torre funcionou outrora, até ao séc. XIX, a sala da audiência do tribunal de Coimbra. Hoje está aí instalada uma maqueta que respresenta esquematicamente o perímetro muralhado da cidade nas primeiras décadas do séc. XIII. Trata-se de um projeto elaborado no Centro de Estudos de Arquitetura da Universidade de Coimbra sob a orientação do prof. Walter Rossa e com a colaboração dos arquitetos Sandra Pinto e Nuno Salgueiro.

 

 

Nesta sala, com a ajuda da maqueta e de um painel audiovisual, podemos reconstituir o curso da muralha com as suas diversas portas e torres defensivas, bem como identificar os edifícios mais importantes da malha urbana da cidade medieval: a medina, onde depois seria o paço régio e onde se situa o Pátio das Escolas da Universidade; o antigo forum romano, atual Museu Machado de Castro; o castelo, ao cimo das atuais escadarias monumentais, onde chegava o aqueduto; a ponte que atravessava o rio até à Portagem; a Sé  e outras igrejas da cidade, ou ainda o mosteiro de Santa Cruz com a sua cerca.

 

 

A muralha medieval de Coimbra possuía uma barbacã que acompanhava o curso da atual rua Ferreira Borges. A barbacã era uma segunda muralha, mais baixa do que a principal e que a antecedia, que era um primeiro obstáculo posto aos invasores, criando um fosso entre muros muito difícil de transpor em caso de ataque. O arco da barbacã, fotografado acima, é o que resta dessa antiga linha muralhada.

 

 

Subimos depois ao piso superior onde antigamente se reunia a vereação da cidade. Parámos um momento na varanda para apreciar as belas vistas que daí se usufruem, bem como ouvir as explicações do nosso guia. Gostámos particularmente do sino da torre que era tocado para anunciar as reuniões da vereação, mas também para assinalar sonoramente a passagem das horas, a abertura e encerramento das portas da cidade, ou ainda, nos casos de emergência, tocava a rebate avisando as pessoas dos casos de peste ou outras tragédias. Claro que demos um novo uso ao sino, fazendo soar umas badaladas a anunciar à cidade a presença do Clube do Património!

 

 

Visitámos depois uma exposição, onde as palavras do sr. Fernando foram ilustradas por um conjunto de painéis com desenhos sobre os «Cenários Urbanos de Coimbra», da autoria de José Luís Madeira.

 

 

 

Por fim, fomos convidados pela Dr.ª Andreia a participar num ateliê. A ideia era construir um castelo em miniatura. Para o efeito, dividimo-nos em dois grupos e lançámos, autenticamente, mãos à obra!

 

 

Fizémos argamassa, assentámos tijolos, telhas e pedras, discutimos projetos, dividimos tarefas e erguemos as muralhas. Apreciem então o resultado final:

 

 

 

 



publicado por CP às 12:38
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO