Segunda-feira, 16 de Maio de 2011

 

Hoje é sexta-feira 13, dia de azar! O que vale é que no Clube do Património não há gente supersticiosa e, com azar ou sem azar, a malta gosta é de passear! Apanhámos o 7 sem enganos e rumámos à Biblioteca Municipal, onde fomos acolhidos e guiados pela Daniela.

 

A Biblioteca Municipal de Coimbra foi fundada em 1922, mas nem sempre funcionou nas actuais instalações na rua Pedro Monteiro, ao cimo do Jardim da Sereia. Antes de ser aqui instalada, funcionava no piso superior do Claustro do Silêncio do Mosteiro de Santa Cruz. A Biblioteca é um depósito legal. Quer isto dizer que recebe todas as publicações editadas no nosso país, pelo que podem imaginar a dimensão desta biblioteca quase centenária.

 

Antes de iniciarmos a visita, ainda demos uma volta por uma exposição de pintura que estava patente na galeria da Casa da Cultura.

 

 

A Daniela ensinou-nos a pesquisar no catálogo informatizado da Biblioteca. Todos os livros estão catalogados e têm uma cota que indica onde o livro está guardado (sala, estante, prateleira e lugar), para além de dizer a área científica ou temática do livro. Na base de dados da Biblioteca podemos pesquisar os livros por autor, título e cota.

 

 

Esta sala de leitura é de livre acesso e não é necessário requisitar os livros, pois eles estão guardados em estantes ao alcance de todos. Há mesas  de trabalho e locais para a consulta de jornais, bem como pontos de acesso à internet.

 

 

De seguida, a Daniela conduziu-nos até um dos pisos onde se arquivam os livros. Este é apenas um dos andares. Está tudo cheio de corredores e galerias cheios de estantes com prateleiras cheias de livros, todos numerados e organizados! São milhões de livros! O professor avisou-nos para não mexermos nos livros, pois se ficam fora do sítio, nunca mais se encontram! É como achar uma agulha num palheiro!

 

 

Passámos pela sala de leitura, onde impera um ambiente de silêncio absoluto. Aqui, pode-se consultar livros e jornais antigos (hemeroteca). A biblioteca disponibiliza ainda um serviço de cópias.

 

 

De passagem pela sala de leitura, descemos a escada até à sala mais engraçada: a sala dos livros antigos. Aqui, guardam-se os livros mais antigos da biblioteca que estão já muito danificados pelo tempo e pelos insectos que, ao longo dos anos, décadas e mesmo séculos, vão roendo o papel. Na Biblioteca Municipal ainda não se procede ao restauro dos livros antigos, pelo que seguem para Lisboa, mas são conservados e guardados nesta sala especial.

 

 

Na fonoteca e videoteca, podem requisitar-se cd's dos mais variados estilos de música. O David Lourenço até pediu para ouvir os Pink! Há até discos antigos de vinil, do tempo dos nossos professores! Noutro lugar, há filmes em DVD que podem ser consultados e requisitados para casa.

 

 

Para concluir a nossa visita, a Daniela conduziu-nos até à imagoteca, onde se guardam fotografias antigas da cidade de Coimbra, em suporte físico e digitalizadas. Vimos algumas interessantes fotografias do Varela Pécurto e do Formidável, famosos fotógrafos da nossa cidade. O Eduardo ainda perguntou se podia pôr as imagens todas numa «pen» e levar para casa! Mas, infelizmente, são tantas que não é possível satisfazer o Eduardo!

 

 

No fim da visita, ficámos a saber que para ser sócio-leitor temos que levar uma fotografia à Biblioteca Municipal de Coimbra com o pai ou com a mãe, que se responsabilizarão pelos livros requisitados. A Biblioteca está aberta ao Sábado de manhã. Pode custar um bocadinho a acordar, mas vale a pena.



publicado por CP às 21:53
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO