Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

 

A Faculdade de Letras da Universidade, onde os nossos professores estudaram, comemora este ano o seu centenário. No entanto, o edifício é mais recente, datando dos anos 50. As quatro estátuas que estão defronte da Faculdade são da autoria do escultor Barata Feyo, foram inauguradas em 1951 e representam a poesia com a poetisa da antiga Grécia Safo; a História (Tucídides), a Filosofia (Aristóteles) e a Eloquência (Demóstenes).

 

 

No lado oposto, a fachada da Biblioteca Geral da Universidade exibe dois conjuntos escultóricos da autoria de António Duarte, representando as Artes Liberais. Esta fotografia mostra-nos a Geometria e a Aritmética representadas por um jovem com um compasso e um ramo entre as mãos; ao centro a Astronomia segurando um livro; e a Música com uma lira entre as mãos. No topo oposto, está outro conjunto com a Lógica, a Gramática e a Retórica.

 

 

No alçado lateral do prédio da Faculdade de Medicina está um grupo alegórico da autoria do escultor Leopoldo de Almeida, o mesmo artista das esculturas do Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa. Este conjunto foi inaugurado em 1955 e representa Higeia, figura do panteão grego, filha de Esculápio que era a deusa da Medicina e surge empunhando uma vara com uma serpente enrolada. A seu lado, estão os dois mais famosos médicos da antiguidade clássica: Galeno e Hipócrates.

 

 

No topo Sul da Faculdade de Ciências e Tecnologia, o mesmo escultor compôs um grupo onde aparece uma figura feminina alegórica representando a Ciência, ladeada por Duarte Pacheco Pereira e Pedro Nunes.

 

 

E assim chegámos ao fim de mais um passeio. Cansados de tanto andar, como a Bárbara e o Vítor, mas satisfeitos e sempre divertidos.



publicado por CP às 20:01
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO