Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015

2010-09-16 23.04.13.jpg

 

Hoje tivemos mais um ensaio no Museu Machado de Castro. A cada semana que passa, vamos aperfeiçoando o nosso trabalho e acrescentando novos elementos. Pouco há a dizer, pois não queremos estragar a surpresa. 

2010-09-16 23.21.19.jpg

 

Deixamos algumas fotografias do nosso ensaio de hoje para que possam acompanhar o evoluir dos trabalhos:

2010-09-16 23.29.01.jpg

 

Alinhados nas escadarias exteriores na ordem prevista de entrada em cena

 

2010-09-16 23.22.29.jpg

 

Fixar posições, desenhar os gestos e treinar as expressões do rosto

 

2010-09-16 23.37.01.jpg

 Escutando a Magda atentamente

 

2010-09-16 23.54.09.jpg

 Visitámos as obras de Rui Chafes já instaladas no criptopórtico

 

2010-09-16 23.54.37.jpg

 Rui Chafes apresentará, juntamente com o cineasta Pedro Costa, uma exposição intitulada «Família»

 

2010-09-16 23.54.57.jpg

 Venham pois as famílias! Vale a pena visitar! 

 

2010-09-16 23.55.07.jpg

Lembramos as datas : 21 de novembro, 12 de dezembro e 16 de janeiro. Depois dizemos a hora! 



publicado por CP às 18:42
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2015

2010-09-09 21.43.10.jpg

Mais uma semana, mais um ensaio no Museu Machado de Castro. Desta vez, contando já com os novos sócios, fomos recebidos pela Magda, que nos apresentou um cartaz da bienal com um subtítulo inspirado num poema de Mallarmé, poeta francês (1842 - 1898) que publicou um famoso poema intitulado «Un coup de dés jamais n'abolira le hasard» que se pode traduzir por «Um lance de dados jamais abolirá o acaso». Foi neste poema que os curadores se inspiraram para designaram esta bienal: «Um lance de dados».

2010-09-09 21.43.07.jpg

Depois de uma breve e agradável conversa sobre este tema do jogo e do azar, que nos levou até ao Júlio César, chefe militar romano que terá proferido uma célebre frase, «Alea jacta est», que siginifica «os dados estão lançados», momentos antes de iniciar uma importante batalha ao comando das suas famosas legiões. Refletimos e conversámos sobre o papel da sorte e a importância do esforço e do rigor que devemos imprimir em tudo o que fazemos, não deixando nada ao acaso, embora a sorte e o azar, às vezes, nos preguem as suas partidas!

2010-09-09 21.56.11.jpg

De seguida, observámos algumas imagens de importantes obras da história da arte, desde uma estátua do imperador Augusto, até um conjunto escultórico de Bernini, representando uma famosa cena mitológica com Apólo e Dafne. Estas fotografias permitiram-nos ver como é que, ao longo dos tempos, os artistas se foram preocupando cada vez mais em representar o homem comum, no seu quotidiano esforçado, em vez dos grandes chefes políticos e militares. Vimos as botas que van Gogh pintou que pertenceram certamente a um imaginado, anónimo e pobre lavrador e depois dedicámo-nos a um exercício muito interessante, estabelecendo relações formais entre algumas destas obras e um trabalho do escultor Rui Chafes que, como já está anunciado, trabalhará em conjunto com o cineasta Pedro Costa, aqui no Museu, no criptopórtico.

2010-09-09 21.58.02.jpg

Foi a vez depois do Ricardo Kalash nos ensaiar na apresentação que preparamos. A pouco e pouco as coisas vão ganhando contornos mais nítidos. Repetimos muitas vezes os movimentos e os gestos que, dizia-nos o Ricardo, nunca sairiam bem. No teatro, nada sai definitivamente bem, por isso é que se ensaia muitas vezes, sabendo que quanto mais ensaiarmos, melhor será o resultado!

2010-09-09 22.25.43.jpg



publicado por CP às 20:30
Sábado, 17 de Outubro de 2015

CIMG6957.JPG

 

Esta semana voltámos ao Museu Machado de Castro para o segundo ensaio do nosso projeto de participação na bienal AnoZero. Reencontrámos o Ricardo, a Catarina e a Magda e avançámos mais um pouco na nossa preparação.

CIMG6967.JPG

 

A Magda começou por nos conduzir numa reflexão, que o Ricardo depois prosseguiria, sobre os conceitos de património e arte contemporânea. O que é afinal a contemporaneidade? Será que o criptopórtico romano é do nosso tempo? E o património nacional, o que é? Será que uma pintura, ou qualquer outra obra de arte, produzida por um estrangeiro no nosso país e guardada num museu português faz parte do património nacional? E ao contrário, isto é, uma obra de arte produzida por um artista português num país estrangeiro? Mais do que respostas, levantámos dúvidas.

CIMG6972.JPG

 

Depois, passeámos pelo museu. Vimos de passagem alguns exemplares de obras aqui exibidas, desde o Mestre Pêro, o escultor da Rainha Santa, até ao Odart, o genial autor da Última Ceia que outrora pertenceu ao mosteiro de Santa Cruz. Depois de alguma reflexão, e mesmo sem achar respostas definitivas, não foi difícil concluir que, mais do que possuir ou classificar, o património está à nossa guarda, não é nosso! Temos a obrigação de o preservar, de reconhecer o seu valor e assumir o seu legado, para melhor o valorizarmos e transmitirmos aos vindouros. Começa a fazer sentido esta coisa de juntar o património com a arte contemporânea....

CIMG6983.JPG

 

Seguidamente, percorremos o pátio do museu, instalado no antigo Paço Episcopal que, por sua vez, já tinha sido edificado sobre o antigo criptopórtico romano. O Ricardo e a Magda transmitiram-nos algumas informações interessantes sobre o urbanismo romano e o brasão do bispo que se exibe no cimo do pórtico de entrada. Aprendemos coisas curiosas mas, o mais o mais interessante, foi o modo como aprendemos a reter essas infiormações, sem papaguear ("vomitar", disse o Ricardo), mas decorando, no sentido original que a Magda nos ensinou: "aprender com o coração". Se gostarmos do que aprendemos, retemos a informação naturalmente e podemos devolvê-la aos outros com espontaneidade e prazer!

CIMG6986.JPG

 

Aproximava-se o ffim do nosso ensaio, faltava apenas o exercício mais engraçado. O Ricardo ensinou-nos a gesticular e a mover em palco, a falar com naturalidade e a estarmos atentos aos outros. Inventámos personagens e vozes engraçadas, percorremos coordenadamente toda a extensão do palco e falámos para o público imaginário. A pouco e pouco, as peças começam a juntar-se. Para a semana, voltaremos para outro ensaio. Provavelmente, com dois sócios novos!



publicado por CP às 10:17
Sábado, 10 de Outubro de 2015

2010-08-26 21.35.36.jpg

Há uns meses atrás, o nosso clube foi contactado pelo CAPC (Círculo de Artes Plásticas de Coimbra) que, com o clube Jazz ao Centro e com a Casa da Esquina, lançou um projeto de intervenção cultural que designaram LINHAS.  Uma das iniciativas previstas para o corrente ano letivo é a participação na primeira bienal de arte contemporânea de Coimbra. Trata-se de um evento que se pretende de grande destaque, contando com a presença dos mais renomados artistas plásticos contemporâneos. O programa pode ser consultado na seguinte ligação: http://anozero-bienaldecoimbra.pt. A Magda Henriques é a coordenadora das atividades pedagógicas do CAPC e convidou o nosso clube para se associar a ao projeto. Nós não podíamos recusar.

2010-08-26 21.38.34.jpg

Foi assim que nos propuseram que os nossos sócios dinamizassem uma Visita guiada performativa que intitularam Uma pequena História de Coimbra: Entre o presente, o passado e o presente. Pretende-se que os nossos alunos sejam os guias numa pequena viagem no tempo e no espaço, cruzando leituras entre as obras de arte contemporânea da bienal e o património histórico onde serão apresentadas: a Biblioteca Geral da Universidade, a Casa da Escrita, a Igreja de Santa Cruz e o Museu Machado de Castro, entre outros.

2010-08-26 21.54.56.jpg

Ao longo deste primeiro período, vamos preparar a nossa participação, visitando eventualmente esses locais. Trabalharemos sob a coordenação artística do ator e encenador Ricardo Kalash. As apresentações públicas serão nos sábados seguintes: 21 de novembro, 12 de dezembro e 16 de janeiro. Os pais, encarregados de educação, os irmãos, os avós, os tios, os primos e os vizinhos estão todos convidados. Vai ser um sucesso!

2010-08-26 21.59.59.jpg

 

Este primeiro ensaio decorreu no pátio do Museu Nacional Machado de Castro e serviu para nos apresentarmos e para conhecermos o Ricardo, bem como a Magda e a Catarina. Alguns membros já os conheciam, ou do ano passado quando visitámos uma exposição no núcleo do CAPC no Jardim da Sereia, ou de outros ateliês teatrais que o Ricardo já dinamizou anteriormente e que contaram com a particiação de alguns alunos.

2010-08-26 22.01.15.jpg

 

Foi muito divertido! Desenvolvemos uma série de exercícios para nos desinibirmos, apresentámo-nos e aprendemos a movimentarmo-nos em palco. Percebemos ainda a importância de controlar os gestos e os risos, ficámos a saber que o olhar do público repara em tudo o que fazemos no palco, treinámos as expressões, os moviimentos e, principalmente, aprendemos a improvisar e a ajudar o nosso parceiro quando, em palco, ele estiver em dificuldades. Aprendemos também a disfarçar as nossas hesitações e lapsos de memória: quando nos atrapalharmos ou esquecermos de uma fala, quando tropeçarmos ou escorregarmos, temos que agir de modo a que tudo pareça natural. Afinal, representar é fingir!

2010-08-26 22.51.24.jpg

 

Para a semana há mais!

 



publicado por CP às 09:10
Sexta-feira, 02 de Outubro de 2015

2010-08-19 21.49.25.jpg

 No início de mais um ano letivo, retomamos as nossas atividades com alguns sócios "velhos" e muitos sócios novos. Prometemos muitas visitas, passeios e algumas surpresas. Para já, neste outubro pouco outonal que mais parece verão, aproveitámos para visitar o Colégio das Artes, onde está patente uma exposição intitulada "Planeta Tangerina"

2010-08-19 21.37.28.jpg

 Trata-se de um projeto editorial nascido em 2004. Inicialmente, a equipa desta editora dirigia o seu trabalho para satisfazer encomendas externas de clientes e amigos. A dada altura, acharam que podiam reorientar a estratégia para a publicação de livros infantis ilustrados. Em boa hora o fizeram, pois o sucesso não tardou a chegar e nós pudemos comprovar isso mesmo nesta exposição, apreciando a já vasta coleção de títulos desta editora.

2010-08-19 21.38.40.jpg

 Para construir esta exposição, os artistas pesquisaram os seus arquivos, selecionando os elementos que permitem reconstituir o processo de conceção e execução dos livros, mostrando os bastidores do trabalho e as várias etapas da produção.

2010-08-19 21.40.34.jpg

Na primeira sala, estão expostos os esboços e rascunhos dos livros, bem como os estudos de composição e paginação, destacando-se as ilustrações originais realizadas com diferentes técnicas: colagens, lápis de cor, aguarela, guache, caneta,...

 Na sala seguinte, visionámos um filme com diversos trailers de apresentação dos livros da Planeta Tangerina, incluindo as participações na famosa Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha, em Itália. Apresentamos apenas um bocado desse filme, quem quiser vê-lo na íntegra terá que se deslocar ao Colégio das Artes, pois a exposição está aberta até ao final deste mês de outubro.

2010-08-19 21.47.04.jpg

Em 2009,  esta editora venceu o prémio BOP que distingue a melhor editora europeia na área do livro para a infância. Este prémio foi criado pela Feira do Livro de Bolonha para assinalar 50 anos de existência e é um dos mais importantes neste domínio. Nesta ocasião, a Planeta Tangerina foi eleita a melhor editora europeia. Nos outros continentes, foram premiadas editoras do Ruanda, Brasil, Índia, Estados Unidos e Nova Zelândia.

2010-08-19 21.49.13.jpg

Na terceira e última sala da exposição, exibiam-se os livros já editados desde a fundação da empresa em 2004, destacando-se naturalmente as várias publicações em línguas estrangeiras, o que reflete o sucesso obtido na Feira de Bolonha. 

2010-08-19 22.22.02.jpg

 Para além das ilustrações muito bonitas, os títulos dos livros são muito divertidos e sugestivos, orientados para várias idades e gostos diferentes. Ora reparem lá nestes: «Nunca vi uma bicicleta e os patos não me largam», «Olhe, por favor, não viu uma luzinha a piscar?», «o A que há», «És mesmo tu?», «Livro clap», etc.

2010-08-19 22.24.14.jpg

Quem quiser conhecer melhor o Planeta Tangerina pode visitar a página da internet, clicando na ligação. Mas, o melhor mesmo, é visitar o Colégio das Artes.

2010-08-19 21.50.51.jpg



publicado por CP às 17:31
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO