Domingo, 25 de Setembro de 2011

 

A professora Conceição enviou estas fotografias do antigo Hospital dos Lázros, tiradas em 2008, onde ainda se pode vislumbrar o antigo arco que agora se encontra completamente coberto pela vegetação.

 



publicado por CP às 22:38
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

 

Cá estamos de novo para mais um ano! Ano novo, vida velha! Despedimo-nos de alguns antigos sócios do Clube do Património e damos as boas-vindas aos novos sócios. Saudades dos que partem e alegria por receber os que chegam. É assim a vida.

 

Hoje, para assinalar o regresso às atividades (repararam que o nosso blogue adota o novo acordo ortográfico?), fizemos um passeio até ao antigo Hospital dos Lázaros, uma zona da nossa cidade praticamente desconhecida de todos, completamente arruinada e a exigir uma rápida intervenção das autoridades. Para nos guiar, contámos com a professora Conceição. Iniciámos a nossa visita na Azinhaga dos Lázaros:

 

 

«Azinhaga» é o nome que se dá a uma rua estreita emparedada entre altos muros, normalmente cercando uma quinta. «Lázaro», de acordo com os textos bíblicos, foi um leproso que, depois de morrer e segundo S. Lucas, foi recompensado com a vida eterna pelo sofrimento que teve em vida com a doença. Por isso, tornou-se ao longo da Idade Média o protetor dos leprosos.

 

 

A Dr.ª Conceição explicou-nos estas coisas todas no início da nossa viagem. Todos estavam com atenção, enfim, quase todos, pois como podem ver, lá ao fundo na imagem, qualquer papelito na parede serve para distrair a malta.

 

 

A Azinhaga dos Lázaros designa-se então assim por ali ter existido um hospital de leprosos, também chamado gafaria, pois gafo era o nome dado aos infelizes contaminados pela lepra. O hospital foi fundado em 1209 pelo rei D. Sancho I. Diz a tradição que esta decisão resultou do facto de o seu filho, D. Afonso II, ter sido contaminado, e por isso foi cognominado de O Gordo ou O Gafo. A verdade é que, durante toda a Idade Média, e sob a inspiração da parábola bíblica, a proteção aos leprosos era tida como uma obra de caridade capaz de contribuir para a salvação da alma dos crentes.

 


O Alberto lê um texto sobre a gafaria

 

De acordo com o livro «A toponímia de Coimbra», de José Pinto Loureiro (Coimbra; Edição da Câmara Municipal; 1960; vol. I; p. 367), no séc. XIX funcionou na Azinhaga dos Lázaros um antigo teatro de amadores, bem como um fogueteiro que se instalara ali porque, sendo a sua atividade muito perigosa, fora enviado para fora do limite urbano. No entanto, no dia 29 de Agosto de 1860, o pobre fogueteiro teve um azar: sofreu uma explosão que rebentou com a casa e a lançou pelos ares! BOOOOMMMM!

 

 

Descendo a Azinhaga dos Lázaros, da rua da Figueira da Foz até à atual avenida Fernão de Magalhães que a azinhaga cruzava rumo ao rio, chegámos então ao que resta do antigo hospital. Foi uma desilusão! Nada mais resta que um triste e descuidado matagal! Mesmo a antiga capela, cujo portal manuelino a Dr.ª Conceição ainda se lembra de ter visto, se encontra completamente coberta pelo mato. Há lixo por todo o lado, descuido, ruínas e desrespeito pelo nosso património!

 

 

Seguimos depois viagem pelo curso de uma antiga ínsua que atravessava a avenida Fernão de Magalhães até ao rio Mondego. Ínsua era o nome dado aos terrenos muito férteis das margens dos rios que acompanhavam os ribeiros afluentes e onde se cultivavam os hortícolas necessários à alimentação. Diz-se que a instalação do hospital dos Lázaros nesta zona permitiu aos leprosos cultivarem os seus próprios alimentos.

 

 

Vista atual do que teria sido a antiga Ínsua dos Lázaros

 

E assim chegamos ao fim de mais uma aventura. Se quiserem saber mais vejam esta ligação. Para a semana vamos à Lapa dos Esteios, na Quinta das Canas. Avisem os pais que são precisos 4 bilhetes e que provavelmente chegaremos um pouco mais tarde. Se algum dos pais nos quiser acompanhar, teremos muito gosto! Até para a semana!



publicado por CP às 19:19
Blogue oficial do Clube do Património da Escola Básica Eugénio de Castro - Coimbra
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO